SOBRE NÓS

QUEM SOMOS

A PaisAfetivos é uma organização sem fins lucrativos que atua por redes de contatos televirtuais em todo o Brasil. Viabilizamos apoiar e acolher pessoas que tenham seus direitos fundamentais violados por conta de preconceitos. Nosso próximo passo é construir uma sede física, disponibilizando de acolhimento emergencial principalmente para pessoas LGBTQI+ desabrigadas.  Para a realização deste Sede que a chamamos de Casa PaisAfetivos, necessitamos da sua solidariedade e boa vontade com esta causa.

A PaisAfetivos faz assim:

 1– Ao receber um pedido de ajuda, o Agente de Atendimento, reportará para a Equipe Multidisciplinar da PaisAfetivos, que irá apresentar a melhor alternativa de solução para o caso. O auxílio psicológico, atendimento social e o acolhimento solidário, estruturam as principais alternativas adotadas pela associação.

2– Verificamos em nosso registro Organizações e os Acolhedores Solidários cadastrados mais próximos da vítima, o nosso acolhido (a/e) online para junto com a PaisAfetivos trabalhar o fortalecimento e o apoio pessoal.

3- Como última medida, e não menos importante, pode ser apresentado a nossa pessoa acolhida, um Acolhedor Afetivo disposto a acolher em sua casa, ou um Lar Afetivo Parceiro ou uma Casa de Acolhimento (ONG).

4– Independente da medida adotada a Equipe Multidisciplinar da PaisAfetivos acompanha as demandas do início ao fim, procedendo com o atendimento e estudo de caso de maneira profissional e humanizada.

Pontos de Apoio:

O que será a Sede PaisAfetivos:

Será para além de um espaço de abrigo e acolhimento principalmente para pessoas LGBTQI+ em situação de abandono, uma organização de progresso do empoderamento, cultura, mobilização social e sensibilização das questões de direitos humanos.

Lares Afetivos:

– Para cidadãos que desejam transformar sua casa em uma morada de acolhimento para dois ou mais utentes atendidos pela PaisAfetivos.

Acolhedores Solidários

– Cidadão voluntário registrado na PaisAfetivos, disposto a colaborar solidariamente com as medidas de suporte presencial adotadas pela PaisAfetivos junto à vítima.

Acolhedores Afetivos:

– Cidadão voluntário registrado na PaisAfetivos, disposto a colaborar solidariamente com as medidas de acolhimento e auxílio adotadas pela PaisAfetivos junto à vítima.

Seja um:

  • Acolhedor Solidário ou Afetivo: disponibilizando sua solidariedade e/ou casa no apoio das vítimas perto de você.
  • Lar Afetivo: Transforme o seu Lar em um abrigo de acolhimento temporário para duas ou mais vítimas atendidas pela PaisAfetivos.
  • Agente de Atendimento: Voluntariar parte do seu tempo, procedendo com o atendimento fornecido pela PaisAfetivos ao público atendido.
  • Colaborador Voluntário: Progredir o nosso trabalho a partir do teu conhecimento, profissão ou empresa. 
  • Doador: Doar qualquer valor, isolado ou mensal, para manutenção e contribuição dos projetos da PaisAfetivos.

Você pode ser voluntário em qualquer lugar do mundo:

Junte-se à nossa rede de voluntários, contribuindo com seu tempo e talento. Inspire solidariedade.

– Vagas remuneradas?

Atualmente, todos os membro da PaisAfetivos são voluntários. Entretanto, estamos trabalhando para em breve abrir uma sede física em São Paulo e assim fazer as contratações remuneradas necessárias. Caso o trabalho voluntário não seja do seu interesse, fique de olho na nossa página para possíveis novas informações.

– Qual o comprometimento de um voluntário?

O voluntário é um colaborador que presta seus serviços de maneira solidária a uma associação, estando a ela submetido aos procedimentos adotados. O voluntário deve estar cadastrado e contratado na associação a qual se dedica, desenvolvendo o seu trabalho de forma regrada e profissional, sob as regras da organização que colabora. Embora os serviços desenvolvidos sejam livres de honorários, a responsabilidade e o profissionalismo devem estar presente no tempo dedicado ao voluntariado, e estará sempre presente na carta de referência do voluntário. Na ausência ou descumprimento da atuação profissional, o voluntário poderá ser exonerado ou ter o contrato cancelado.