Em meio a tanta notícia ruim sobre homofobia, nos Estados Unidos, grupos católicos tentam superar estigmas referentes aos LGBT latino-americanos. Enquanto a aceitação das pessoas LGBT entre os latinos e a população geral dos EUA cresceu significativamente na última década, estudos apontam que os jovens latinos enfrentam questões adicionais provenientes de identidades étnicas e sexuais. As pastorais católicas de todo o país estão tentando ajudar os católicos latinos LGBT e suas famílias a se entenderem através da fé, cultura e sexualidade.

O padre Martinez, da congregação Sociedade Missionária de São Paulo Apóstolo, esteve envolvido na divulgação deste trabalho com a comunidade LGBT em várias cidades americanas, inclusive chegou a visitar bares gays e ouvir confissões. Descreveu o católico latino LGBT como uma pessoa que tem uma profunda conexão com a Igreja, pelo menos em termos de devoções. Segundo o padre, sua fé, sua família e sua cultura estão entrelaçadas.

Em pesquisa realizada no ano de 2018, o Public Religion Research Institute divulgou que entre os católicos latinos, 70% apoiaram proteções de não discriminação para pessoas LGBT e 65% eram a favor da legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas mesmo assim ainda havia lacuna entre gerações.

Falta de experiência

Muitos líderes religiosos podem não ter muita experiência com católicos LGBT. E, infelizmente, às vezes pregam sem ouvir as pessoas desta comunidade. As famílias também lutam com essa falta de familiaridade.

Exemplos que deixam esperança

O que sabemos é que esse acolhimento ainda está distante de ser uma experiência universal, mas que esta ação das pastorais católicas tem sido um belo exemplo de acolhida entre os LGBT e merece destaque para quem sabe um dia servir de inspiração para outras igrejas, em todo o mundo.

Já disse o maior líder religioso da Igreja Católica, o Papa Francisco: “Deus te fez assim e te ama assim”.

Queer Eye

Uma série para curtir nesta pandemia é Queer Eye. A série fala muito sobre positividade, ajudando pessoas menos afortunadas, trazendo alguma alegria para a vida dessa galera e aborda, também, a temática religião e comunidade LGBT.

Na 5ª temporada, em um dos episódios os meninos conhecem um membro da igreja que está lutando para aceitar o fato de ser gay. Vale muito a pena conferir!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui